Asltimos dias para entrega da ECF 2017!

Speed SCF

Prazo de entrega este ano vai atA? o A?ltimo dia de julho, 31

Esta chegando ao fim o prazo para entrega da EscrituraA?A?o ContA?bil Fiscal (ECF) de 2017! Pessoas jurA?dicas tem atA? o final do mA?s de julho para transmitir a ECF ao Sistema PA?blico de EscrituraA?A?o Digital (Sped).

Entretanto, para empresas que contam com acompanhamento de um contador e estA?o munidas de ferramentas de gestA?o, entregar a escrituraA?A?o e estar em dia com o Fisco nA?o serA? tarefa complicada!A? Um bom contador, que acompanha a movimentaA?A?o anual daA? empresa estarA? preparado para guiar o cliente neste processo.

O que A? a ECF?a??a??

Apresentada em 2015, a EscrituraA?A?o ContA?bil Fiscal, A? uma obrigaA?A?o acessA?ria que veio para substituir a DeclaraA?A?o de InformaA?A?es EconA?mico-Fiscais da Pessoa JurA?dica (DIPJ), jA? com validade para o mesmo ano, constando de informaA?A?es do ano calendA?rio de 2014.

A? atravA?s dela que a empresa irA? informar ao Fisco sobre sua apuraA?A?o de Imposto de Renda de Pessoa JurA?dica (IRPF) e a ContribuiA?A?o Social sobre o Lucro LA?quido (CSLL).

Como novidade, a ECF trouxe a possibilidade de que empresas que tambA?m entregam a EscrituraA?A?o ContA?bil Digital (ECD) utilizem das mesmas informaA?A?es para preenchimento inicial do novo formulA?rio. TambA?m, a partir da primeira entrega, em 2015, a ECF consegue recuperar dados da entrega anterior, cruzando os registros nas novas fichas.

Quem deve entregar?a??a??

Todas as empresas, pessoas jurA?dicas brasileiras. A exceA?A?o sA?o: as microempresas / empresas de pequeno porte optantes pelo Simples Nacional; A?rgA?os pA?blicos e empresas inativas.

Ou seja, devem entregar a ECF empresas tributadas pelos regimes: Lucro Real; Lucro Presumido; Lucro Arbitrado.

Importante: A ECF deverA? ser assinada digitalmente mediante certificado emitido por entidade credenciada pela Infraestrutura de Chaves PA?blicas Brasileira (ICP-Brasil), a fim de garantir a autoria, a autenticidade, a integridade e a validade jurA?dica do documento digital.

a??a??Qual leiaute a ser utilizado?

Para as entregas referentes ao ano-calendA?rio de 2016 e algumas situaA?A?es especA?ficas que possam se aplicar em 2017, o leiaute utilizado serA? o 3, conforme Ato DeclaratA?rio Executivo Cofis nA? 101, publicado em 29 de dezembro.

Baixe aqui o Manual da ECF a?? Leiaute 3

Meta comemora mais uma premiaA?A?o!

VGS-1

A META ASSESSORIA EMPRESARIAL recebeu no mA?s de junho o PrA?mio Clave de Sol

ApA?s ser agraciada com o PrA?mio Destaque GaA?cho Empresarial em novembro de 2016 e com o The Winner Awards 2017 no inA?cio do ano, a empresa comemora agora mais uma premiaA?A?o – o Clave de Sol 2017.

Uma das premiaA?A?es mais tradicionais do Rio Grande do Sul, o PrA?mio Clave de Sol reconheceu os Melhores do Ano, em evento realizado na SOGIPA (Sociedade de GinA?stica Porto Alegre) em 28 de junho. Representada por seu diretor, Vanderlei Goulart, a Meta Assessoria Empresarial recebeu o trofA?u na Categoria ExcelA?ncia e InovaA?A?o em Assessoria ContA?bil e Empresarial.

Para Vanderlei Goulart, diretor da Meta, “o prA?mio se deve em muito aos colaboradores da empresa, pois sem eles nA?o seria possA?vel alcanA?ar tais resultados. TambA?m aos clientes da Meta que confiam no trabalho proposto pela empresa, que visa acima de tudo a rentabilidade do cliente.”

A solenidade de entrega dos trofA?us se deu durante um jantar de confraternizaA?A?o, oferecido a representantes das 17 instituiA?A?es vencedoras de diferentes segmentos de atuaA?A?o no Rio Grande do Sul.

O PrA?mio

JA? em sua 40A? ediA?A?o, o Clave de Sol homenageia empresas, profissionais liberais e empresA?rios dos diversos setores econA?micos que se destacam no mercado, desenvolvendo tecnologias,A? serviA?os e gerando empregos. A premiaA?A?o A? regida pela AssociaA?A?o dos EmpresA?rios do RS, SC, PR e MERCOSUL (ASSMERCOSUL).

O Bloco K do Sped Fiscal jA? estA? vigente! Sua empresa estA? pronta?

sped blocoK

A partir de janeiro, passou a ser obrigatA?ria a entrega do Bloco K do Sped Fiscal (Sistema PA?blico de EscrituraA?A?o Digital, que tem sua implantaA?A?o dividida em trA?s fases. O ano de 2017 dA? o inicio do procedimento para:

– Participantes do RECOF (Regime Aduaneiro Especial de Entreposto Industrial sob Controle Automatizado);a??
– Empreendimentos com faturamento superior a R$ 300 milhA?es por ano;a??
– IndA?strias de ClassificaA?A?o Nacional de Atividades EconA?micas (CNAE);

JA? o prazo inicial para atacados e equiparados a indA?stria A? a partir de 1A? de janeiro de 2019, de acordo com o ajuste SINIEF n. 25, de 9 de dezembro de 2016 (altera o ajuste SINIEF 02/09 que dispA?e dobre a EscrituraA?A?o Fiscal Digital a?? EFD), confira:

– III – 1A? de janeiro de 2019, restrita A? informaA?A?o dos saldos de estoques escriturados nos Registros K200 e K280, para os demais estabelecimentos industriais classificados nas divisA?es 10 a 32; os estabelecimentos atacadistas classificados nos grupos 462 a 469 da CNAE e os estabelecimentos equiparados a industrial, com escrituraA?A?o completa conforme escalonamento a ser definido.

Em resumo a novidade A? vA?lida para estabelecimentos industriais e atacadistas, sendo que para algumas empresas (conforme descrito acima) o prazo inicialA? A? 2017.

Como qualquer mudanA?a implantada no A?mbito Fiscal, o Bloco K tambA?m gera preocupaA?A?es e demanda algumas adequaA?A?es das empresas.A? Falhas, ilegibilidades ou ocultaA?A?o de qualquer informaA?A?o exigida pode gerar multas ou penalidades.

O que A? o Bloco K?

Bloco K A? o segmento do Sped Fiscal que corresponde o estoque e controle de produA?A?o de indA?strias e atacadistas. AtravA?s dele A? que a Receita Federal terA? acesso a registros, por exemplo, de quantidades produzidas, insumos e estoque final.

O Sped, em geral, prevA? o fortalecimento do controle e da fiscalizaA?A?o por meio de intercA?mbio de informaA?A?es entre as administraA?A?es tributA?rias. Possibilita, ainda, planejamento e identificaA?A?o de soluA?A?es antecipadas no cumprimento das obrigaA?A?es acessA?rias em funA?A?o das exigA?ncias.

Como se adequar?

Com o Fisco nunca A? aconselhA?vel arriscar. Caso sua empresa nA?o tenha um profissional da A?rea, conhecedor de todos os processos necessA?rios, contrate uma empresa especializada para lhe orientar. AlA?m disso,

– Planeje a orientaA?A?o dos processos de gestA?o da produA?A?o da sua empresa de acordo com as exigA?ncias do fisco;a??
– ConheA?a detalhadamente os requisitos do Bloco K;a??
– Tenha em sua equipe interna pessoas preparadas e orientadas a seguir toda a operaA?A?o necessA?ria de registro de informaA?A?es;a??
– Registre todos os detalhes dos processos de produA?A?o, estocagem e terceirizaA?A?o.

Fique atento! A implantaA?A?o do eSocial se aproxima!

Esocial, previdência federal, caixa econômica, INSS, Ministério do trabalho, RH.

O novo prazo estabelecido pelo ComitA? Diretivo do eSocial para implantaA?A?o do programa se aproxima e os empregadores e contribuintes jA? devem estar preparados para se adequar ao novo sistema e A? agilidade de informaA?A?es que o mesmo exigirA?!

Para empresas com ganhos superiores a R$ 78 milhA?es em 2016, a data para adesA?o do eSocial passa a contar de 1A? de janeiro de 2018. JA? o prazo para demais empregadores e contribuintes A? 1A? de julho de 2018.

A implantaA?A?o que inicialmente estava prevista para janeiro de 2017 teve sua nova data fixada ainda em 2016. Entretanto, atA? julho deste ano, estA? previsto para ser disponibilizado um ambiente de produA?A?o restrito voltado ao aperfeiA?oamento do sistema.

Na resoluA?A?o que estabeleceu o novo cronograma, ficou ainda determinado que ao aderir o sistema estarA?o dispensadas da prestaA?A?o de informaA?A?es relativas A? saA?de e seguranA?a do trabalhador nos seis primeiros meses apA?s A?s datas de inA?cio da obrigatoriedade para os empregadores.

Organize-se

A estipulaA?A?o de prazo de seis meses para comeA?ar a validar informaA?A?es sobre saA?de e seguranA?a do trabalhador dA? A?s empresas mais tempo de planejamento e organizaA?A?o, necessA?rios para alguns empregadores neste primeiro momento.

Isso porque, com a unificaA?A?o e digitalizaA?A?o de todos estes dados, a fiscalizaA?A?o se tornarA? mais eficiente, ou seja, perda de prazos ou erros ficarA?o ainda mais evidentes, podendo acarretar no nA?o recebimento de certificados importantes ou em multas. Em resumo, empresas que nA?o estiverem organizadas e aptas a gerir seus dados de acordo com o novo projeto, podem vir a ter prejuA?zos.

O eSocial

Estipulado em 2014, atravA?s do decreto nA? 8373/2014, o Sistema de EscrituraA?A?o Digital das ObrigaA?A?es Fiscais, PrevidenciA?rias e Trabalhistas (eSocial) tem o intuito de reunir as obrigaA?A?es da A?rea trabalhista em um A?nico canal, integrando Receita Federal, MinistA?rio do Trabalho, INSS e Caixa EconA?mica Federal.

AtravA?s desta plataforma,A? serA?o unificadas informaA?A?es como vA?nculos, contribuiA?A?es previdenciA?rias, folha de pagamento, comunicaA?A?es de acidente de trabalho, aviso prA?vio, escrituraA?A?es fiscais e informaA?A?es sobre o FGTS. Assim, o projeto prevA? a entrega de todas as declaraA?A?es, resumos para recolhimento de tributos oriundos da relaA?A?o trabalhista e previdenciA?ria, bem como informaA?A?es relevantes acerca do contrato de trabalho.

Fonte: portal.esocial.gov.br

Asltimos dias para declarar o IRPF 2017!

receita-federal

EstA? chegando ao fim o prazo estipulado pela Receita Federal para a DeclaraA?A?o do Imposto de Renda 2017. ApA?s sexta-feira, 28 de abril a?? prazo final a?? quem ainda nA?o tiver feito a declaraA?A?o esta sujeito a multa!

MULTA

A multa para entregas realizadas a partir de 28 de abril, portanto, A? de 1% ao mA?s de atraso, calculada sobre o total do imposto devido, apurado na declaraA?A?o. O valor mA?nimos estipulado A? de R$ 165,74 e o valor mA?ximo A? de 20% do imposto sobre a renda devido. A notificaA?A?o de lanA?amento da multa se darA? assim que for transmitida a declaraA?A?o em atraso.

Quem estA? finalizando a declaraA?A?o esta semana, ainda pode conferir se lanA?ou adequadamente as despesas que sA?o passA?veis de deduA?A?o.

O QUE LANA?AR NAS DESPESAS DO IRPF EM 7 DICAS

1.A?A?A?A? Apenas lance despesas mA?dicas queA? tenham recebo com CPF do prestador;
2.A?A?A?A? Gastos com veterinA?rio nA?o sA?o dedutA?veis do imposto;
3.A?A?A?A? RemA?dios tambA?m nA?o sA?o considerados;
4.A?A?A?A? Despesas com educaA?A?o a?? Escolas, Universidades, podem ser lanA?adas, exceto gastos com cursos de lA?nguas ou cursos prA?-vestibular;
5.A?A?A?A? Planos de saA?de pagos pela empresa tambA?m nA?o devem ser inseridos;
6.A?A?A?A? O valor excedente da diferenA?a de reembolso pago por plano de saA?de por ser inserido. Importante ter cA?pia do recibo mA?dico.
7.A?A?A?A? Quem contribui em previdA?ncia complementar pode inserir os valores dos pagamentos realizados no perA?odo.

FONTE: Secretaria da Receita Federal

IRPF 2017 | Organize-se para nA?o perder o prazo!

e8adcb50-ddec-430b-91e3-eb3be8533436

DA?vidas para fazer sua declaraA?A?o? Conte com a experiA?ncia e o conhecimento de quem A? especialista!

EstA? aberta a temporada de 2017 para declaraA?A?o do Imposto de Renda Pessoa FA?sica relativa ao ano calendA?rio de 2016. Desde 2 de marA?o jA? A? possA?vel acertar as contas com o LeA?o e o prazo de entrega das declaraA?A?es pela internet vai atA? as 23h59 do dia 28 de abril.

Lembramos que A? importante nA?o perder este prazo, jA? que hA? cobranA?a de multa para declaraA?A?es entregues apA?s 28 de abril. O valor varia de R$ 165,74 a 20% do imposto devido. AlA?m disso, o cidadA?o que tiver restituiA?A?o a receber, terA? o dinheiro em conta de acordo com a data de entrega, ou seja: quem enviar os documentos no inA?cio do prazo deve receber a restituiA?A?o primeiro!

Devo declarar IRPF?

Qualquer cidadA?o que se encaixar nos requisitos abaixo, deve SIM fazer sua declaraA?A?o.

– Recebeu rendimentos tributA?veis no valor total acima de R$ 28.559,70;
– Teve rendimentos isentos, nA?o tributA?veis ou tributA?veis exclusivamente na fonte acima de R$ 40.000;
– Obteve receita bruta relativa A? atividade rural em valor superior a R$ 142.798,50;
– Teve posse de bens e direitos (inclusive terra nua) em valor acima de R$ 300.000,00;
– Obteve, em qualquer mA?s, ganho de capital na alienaA?A?o de bens ou direitos, sujeito A? incidA?ncia do imposto, ou realizou operaA?A?es em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
– Optou pela isenA?A?o do Imposto sobre a Renda sobre o ganho de capital com a venda de imA?vel residencial, cujo produto da venda foi aplicado na aquisiA?A?o de imA?veis residenciais localizados no PaA?s, no prazo de 180 dias contados da celebraA?A?o do contrato de venda;

Novidades de 2017

A partir deste ano estA?o vA?lidas algumas alteraA?A?es, confira:

– Torna-se OBRIGATA?RIO informar o CPF de dependentes e alimentandos com 12 anos ou mais, completados atA? a data de 31/12/2016.
– O limite anual de deduA?A?o por dependente passou a ser de R$2.275,08.
– O limite anual de deduA?A?o de despesas com educaA?A?o passou para R$3.561,50.
– Na forma de tributaA?A?o utilizando o desconto de 20% do valor dos rendimentos tributA?veis na declaraA?A?o (desconto simplificado), a deduA?A?o estA? limitada a R$ 16.754,34.

A GestA?o do RH em A?pocas sazonais / Revista AGAS

REVISTA aGAS (2)

Gerente geral da Meta e instrutor da AGAS, EliA?zer Monteiro, falou em janeiro de 2015 sobre um assunto que ainda hoje A? de suma importA?ncia aos gestores de supermercados. Publicado na revista da AGAS, o artigo fala da dificuldade do setor na captaA?A?o e manutenA?A?o de funcionA?rios e dA? alternativas para contornar o problema.

A GestA?o do RH em A?pocas sazonais

Por EliA?zer Monteiro para a Revista AGAS (janeiro/fevereiro 2015)

O setor supermercadista vem sofrendo visivelmente com o elevado A?ndice de turnover de seu quadro funcional, ou seja, as admissA?es e rescisA?es de empregados na empresa, sendo que a captaA?A?o e a manutenA?A?o de recursos humanos tem sido a grande dificuldade do empresariado desse ramo.

Cumpre destacar que o final do ano A? um dos perA?odos em que o faturamento dos supermercados mais se eleva, isto devido aos preparativos festivos, razA?o pela qual A? de grande importA?ncia que os supermercados utilizem esta oportunidade sazonal, para auferirem maior lucratividade. Contudo, com maior movimentaA?A?o de clientes consumindo nas lojas, A? necessA?rio que a equipe esteja em nA?mero adequado para atender A? demanda com qualidade no atendimento e sem sobrecarregar os trabalhos jA? existentes.

Os estudos estatA?sticos tA?m mostrado que o setor supermercadista A? um dos que possuem o maior A?ndice de rotatividade de pessoas, o que certamente A? um dos principais fatores negativos. Ademais, contratar e demitir trabalhadores gera alto custo para a empresa, sem falar na perda do capital intelectual. O salA?rio nA?o A? o A?nico e o principal fator responsA?vel pela dificuldade em contatar e manter trabalhadores, tambA?m podemos elencar a necessidade de se trabalhar em domingos / feriados e horA?rios de trabalho excessivos.

Mesmo na sazonalidade, contratar bem A? um requisito essencial, sendo o melhor momento de esclarecer tudo ao novo trabalhador, transmitindo a missA?o, visA?o e valores, bem como o que a empresa pode lhe oportunizar e o que espera dele. O registro do empregado, anotaA?A?o na CTPS, fornecimento dos documentos do contrato de trabalho e esclarecimento das regras sA?o fundamentais nessa etapa, pois alA?m de cumprirem a legislaA?A?o trabalhista, a empresa estarA? preparada para enfrentar o e-social, demonstrando que a empresa A? sA?ria e que valoriza seu profissional.

Uma medida a ser adotada quando hA? um acrA?scimo extraordinA?rio de serviA?os A? a contrataA?A?o de temporA?rios atravA?s da Lei 6.019/74.

Quanto aos empregados jA? inseridos na equipe, A? importante propiciar motivaA?A?o e despertar continuamente o desejo de permanecer na empresa, para isto polA?ticas de incentivos, salA?rios e promoA?A?es sA?o bem-vindas. PremiaA?A?es por atingimento de metas, inserir um plano de cargos e salA?rios, gratificaA?A?es por trabalhos em dias nA?o A?teis, um bom ambiente de trabalho e reuniA?es periA?dicas envolvendo toda a empresa sA?o algumas tA?cnicas favorA?veis.

O certo A? que cada vez estA? mais difA?cil de captar novas pessoas e manter os que jA? atuam na empresa, motivo pelo qual a melhor soluA?A?o A? ter uma boa gestA?o de departamento pessoal, com profissionais capacitados para tal atribuiA?A?o, tendo que haver um plano estratA?gico e de aA?A?o eficiente, a fim de manter a equipe de trabalho motivada e empenhada na produtividade e nos resultados almejados. Com isto se facilitarA? a retenA?A?o de talentos, mesmo em perA?odos de sobrecarga em que a organizaA?A?o e o planejamento sA?o essenciais neste sentido.

GestA?o Empresarial Global | Revista AGAS

REVISTA aGAS1

Na coluna que o diretor da Meta, Vanderlei Goulart, assina na Revista AGAS (AssociaA?A?o GaA?cha de Supermercados), ele falou sobre a importA?ncia do setor financeiro para a gestA?o da empresa. O artigo, ainda que publicado e escrito hA? dois anos, continua com mesmo contexto e cenA?rio! Acompanhe!

GestA?o Empresarial Global

Por Vanderlei Goulart para a Revista AGAS (marA?o/abril 2015)

A gestA?o empresarial hoje em dia nA?o se restringe apenas a gestA?o tradicional de loja, pois a eficA?cia de um gestA?o global abrange praticamente toda a empresa. Em gestA?o de loja quem mais entende A? vocA?, empresA?rio, e entA?o nA?o vou nem entrar nesse mA?rito, que vocA?, supermercadista, A? expert.

Daremos enfoque nesse artigo A? gestA?o financeira, que nA?o A? menos importante que as outras, a qual inclui toda a gestA?o de fechamento de caixa, qualificaA?A?o de venda (A? vista/ cartA?es/ dA?bito/ crA?dito), pois com esta qualificaA?A?o podemos chegar a indicadores que nos balizam no presente e no futuro. Devemos fazer uma gestA?o do fluxo de caixa na qual identificaremos as nossas necessidades de capital de giro e a identificaA?A?o da geraA?A?o de caixa da empresa.

Hoje cada vez mais a empresa nA?o vale apenas por seu resultado econA?mico, mas sim pela possibilidade de geraA?A?o de caixa destas empresas, onde o empresA?rio identificarA? com precisA?o o prazo de retorno de seu investimento. TambA?m uma prA?tica nA?o muito usual, mas muito importante, A? ter uma meta de resultado para o departamento financeiro, ou seja, este departamento pode ter metas a atingir onde tornarA? o resultado da empresa mais eficiente. Nestas metas poderemos incluir resultados para negociaA?A?o de taxas e tarifas bancA?rias, assim como negociar ou renegociar nossos financiamentos, ou ainda, negociaA?A?o atA? mesmo com fornecedores, onde poderemos ter descontos por pagamentos antecipados (desconto financeiro), ou alongamentos dos prazos com o objetivo de melhorar nosso fluxo financeiro. Outra atitude importante A? a minimizaA?A?o das tarifas de transferA?ncias bancA?rias. Muitas vezes as empresas com mA? administraA?A?o do fluxo diA?rio ficam com saldo positivo em algum banco e com saldo negativo em outro, gerando despesas financeiramente desnecessA?rias.

Outra ferramenta eficiente A? o monitoramento incessante dos estornos e devoluA?A?es feitos pelas caixas operadores, pois uma ineficiA?ncia nesta operaA?A?o pode causar aborrecimento ao cliente e muitas vezes desvios financeiros. EntA?o, sempre que houver um estorno, este deve ser autorizado por um fiscal de caixa, a fim de evitar possA?veis desvios. Assim como as devoluA?A?es de vendas devem ser acompanhadas tambA?m por um fiscal de caixa e anotar os dados do cliente (CPF, telefone e endereA?o). Como forma de auditoria, deve-se ligar para alguns clientes confirmando a devoluA?A?o ao mesmo tempo dando uma atenA?A?o ao cliente, que A? o nosso bem precioso. Vejam que com estas atitudes poderemos ter um resultado financeiro muitas vezes melhor atA? do que a margem lA?quida da empresa.

Com a economia em desaceleraA?A?o prevista para 2015 e com a alta dos juros, como forma de conter a inflaA?A?o, cada vez mais o departamento financeiro serA? o diferencial de uma gestA?o eficaz. Com esses controles teremos certeza de que enfrentaremos este perA?odo de acomodaA?A?o da economia com muito sucesso.

Meta ganha o The Winner Awards 2017

meta02

Em evento promovido pela Magazine Top International Business, realizado em 26 de janeiro no Hotel Maksoud Plaza em SA?o Paulo, a META ASSESSORIA EMPRESARIAL foi agraciada com o The Winner Awards 2017.

Presente no evento como representante da Meta, o diretor Vanderlei Goulart, destaca a importA?ncia de estar entre os brasileiros contemplados com o prA?mio, que abrange empresA?rios e personalidades de destaque em diversos paA?ses. a??Nos sentimos lisonjeados com este prA?mio que vem a confirmar nosso objetivo de atender nossos clientes com o diferencial que A? o de gerar riqueza, tornando suas tarefas burocrA?ticas mais leves,a?? explica.

O PrA?mio

The Winner Awards A? considerado um dos reconhecimentos empresariais mais importantes por reunir lA?deres empresariais e empresas que contribuem para o crescimento de seu paA?s nas mais variadas categorias. O prA?mio A? dirigido para as pequenas, mA?dias e grandes empresas, bem como personalidades que se destacaram em suas atividades.

A Revista

A Magazine Top International Business – responsA?vel por conferir o reconhecimento -tem atuaA?A?o no mercado publicitA?rio hA? 15 anos e circulaA?A?o em mais de 40 paA?ses.

 

 

 

 

Despesas na Contabilidade a?? Saiba identificar

calculator-428294_640

Entenda qual documentaA?A?o pode ou nA?o ser lanA?ada como despesa na contabilidade

Existe uma diferenA?a entre custo e despesa. Custos sA?o todos os gastos gerados para produA?A?o ou prestaA?A?o de serviA?os de uma empresa, enquanto despesas sA?o os valores que a mesma emprega para manutenA?A?o, como aluguel, material de escritA?rio, energia elA?trica. Ou seja, as despesas realizadas deverA?o estar obrigatoriamente relacionadas com a atividade da empresa.

Exemplificando, nA?o devem ser lanA?adas despesas de manutenA?A?o de veA?culos se a empresa nA?o possui nenhum veA?culo prA?prio ou locado. EntA?o, tenha este conceito em mente, ao pensar na contabilidade de sua empresa. Definidas e conhecidas as diferenA?as, fica mais simples entender o que vai ou nA?o ser lanA?ado na relaA?A?o de despesas.

Identificou quais sA?o as despesas? Saiba que A? preciso comprovA?-las por meio de documentaA?A?o idA?nea: notas fiscais ou recibos emitidos sempre em nome da empresa, com data do evento, valor, discriminaA?A?o dos itens ou serviA?os e sua devida quitaA?A?o.

As despesas, cujos pagamentos sejam efetuados A? pessoa jurA?dica, deverA?o ser comprovadas por Nota Fiscal ou Cupom emitido por equipamentos ECF – Emissor de Cupom Fiscal, observados os seguintes requisitos, em relaA?A?o A? pessoa jurA?dica compradora: sua identificaA?A?o, mediante indicaA?A?o de seu CNPJ; descriA?A?o dos bens ou serviA?os, objeto da operaA?A?o; a data e o valor da operaA?A?o.